História


O nome Saltinho surgiu por causa de uma pequena queda d´água no Córrego do Saltinho, logo após a sua cabeceira.


Histórico breve

O atual município de Saltinho passou a distrito em 8 de dezembro de 1922, em terras do município de Piracicaba. Em 13 de dezembro de 1929, foi transferido para o município de Rio das Pedras.

Em 1938, no dia 30 de novembro, o mesmo distrito voltou a pertencer ao município de Piracicaba, permanecendo nessa condição até 30 de dezembro de 1991, quando finalmente obteve sua autonomia político-administrativa, tornando-se município.

O desmembramento de Piracicaba aconteceu efetivamente em 19 de maio de 1991, uma decisão da população por meio de plebiscito. Naquele mesmo ano, em 30 de dezembro, é promulgada a lei número 7.664, que oficializou a municipalidade de Saltinho.


Histórico detalhado

As informações sobre a origem do município estão presentes no livro “Saltinho – Dados Históricos”, lançado em 1982 pelo professor Moacir Nazareno Monteiro.

De acordo com ele, por volta da segunda metade do século 18, o Governo do Estado de São Paulo (na época chamado de Província) fez diversas doações de terras devolutas (terrenos públicos, ou seja, propriedades públicas que nunca pertenceram a um particular mesmo estando ocupadas).

Entre estas terras estavam as que abrangiam o município de Piracicaba e diversas sesmarias (uma sesmaria equivale, em São Paulo, a 6 mil alqueires de terra).

Parte destas sesmarias foram doadas ao major Fernandes, da família Ferraz de Arruda Pinto. Para habitar e usar suas terras, o major contratou serviços que foram pagos com lotes de terras.

Com isso, núcleos familiares surgiram e com o crescimento destas famílias, as terras foram divididas, tendo início a Vila de Saltinho.

Entre os primeiros moradores de Saltinho estava o senhor Antônio Custódio, que possuía 36 alqueires de terra sob sua responsabilidade e que construiu as primeiras casas, em barro, madeira e cobertura de sapé (segundo Moacir Nazareno, presumia-se, em 1982, que isso havia ocorrido há mais de 100 anos).

Antes de 1880, por sofrerem com diversas crises, certos países europeus facilitaram a imigração de seus habitantes e muitos deles vieram para São Paulo, ainda na condição de província, e que precisava de mão de obra para o desenvolvimento da agricultura.

No caso de Piracicaba, parte considerável dos imigrantes foram provenientes da Itália, que se dedicaram inicialmente às lavouras cafeeiras e depois ao comércio e à indústria. Dessa safra estava a família de Francisco Libardi, os Agneli e Silvestre Perina, este último responsável pela construção da antiga Igreja Matriz e pela doação de terras para a construção do cemitério. Estas três famílias se dedicavam, principalmente, ao cultivo de café, uva e à produção de vinho. Depois delas vieram ainda os Pivetas, os Bernadino, os Sturion, os Salvador, os Renzi e os Barrichelo.

Era costume festejar-se a Santa Cruz (no noite do dia 2 para a madrugada de 3 de Maio), festa profana que reunia cantadores de cururu com suas rimas em torno de assuntos diversos (de religiosos a familiares), que muitas vezes acabava em briga. Certa vez, em uma das rodas de cururu, foi morto um membro da tradicional família Custódio, que recebeu uma facada e só foi encontrado dois dias depois. No local onde acharam seu corpo foi erguida uma capela de Santa Cruz. Em 1938, o Vigário recém empossado proibiu a Festa na Praça Matriz da Cidade.

Os imigrantes, unidos aos antigos moradores, resolveram dotar a Vila de uma Igreja mais condizente com o desenvolvimento, criando em 7 de março de 1937 a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, instalada em 28 de janeiro de 1938.

Saltinho foi elevado à categoria de Distrito pela lei número 1.886 de 8 de dezembro de 1922, instalando em 5 de abril de 1923. Por questões políticas da época, em 13 de dezembro de 1929 o Distrito foi anexado ao município de Rio das Pedras, gerando revolta da população, que lutou para sua volta a Piracicaba, o que aconteceu por meio do decreto lei número 9765 de 31 de março de 1948.


Formação Administrativa

1922
Distrito criado com a denominação de Saltinho, pela lei estadual nº 1886, de 08-12- 1922, subordinado ao município de Piracicaba.

1929
Pela lei estadual nº 2385, de 13-12-1929, transfere o distrito de Saltinho do município de Piracicaba para o de Rio das Pedras.

1933
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Saltinho figura no município de Rio das Pedras.

1934
No quadro fixado para vigorar no período de 1934-1938, o distrito de Saltinho permanece no município de Rio das Pedras.

1938
Pelo decreto estadual nº 9775, de 30-11-1938, o distrito de Saltinho volta a pertencer ao município de Piracicaba.

1944
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito de Saltinho figura no município de Piracicaba.

1960
Em divisão territorial datada de 01-07-1960, o distrito de Saltinho permanece no município de Piracicaba.

1991
Elevado à categoria de município com a denominação de Saltinho, desmembrado de Piracicaba.


Fonte:
http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/saopaulo/saltinho.pdf

 

Copyright® 2017 - Todos os Direitos Reservados.
Política de Privacidade - Desenvolvido por SINO Informática
Avenida Sete de Setembro, 1711 - Centro
Saltinho - SP - CEP: 13440-000
Telefone: (19) 3439-1707
FAX: (19) 3439-1707
E-mail: imprensa@camarasaltinho.sp.gov.br